VIVER DÁDIVA É, brasileiro ser,comenda é

VIVER DÁDIVA É, brasileiro ser,comenda é

29 de mai de 2010

ENTRE ANJOS,SANTOS,DEMONIOS E POLÍTICOS


Entre anjos,santos,demonios e políticos,o mundo gira e a vida corre,do parir a velhice,sempre em parceria tão somente com formas de luzes essas,que acopladas estão conosco.
Mas lúdicas criaturas essas,formas várias se apresentam entre merecimento e a maneira que cada um interpreta o palco da existencia sua.
Me lembra uma música esse ano lançada,que diz :"O que se leva dessa vida,é a vida que se leva"......pura verdade,mas ...tem gente que não entende a postura de determinados seres alados esses,que políticos corruptos protegem,e os levam à riqueza indevida e espúria,mal sabem que Eles dão asas aos pobres coitados ,sempre cavando a própia sepultura da moralidade.
Anjo,para mim,é a essencia de cada um de nós,fortalecida ou enfraquecida,de acordo com os actos de cada um de nós,sempre servindo ao Deus único,que dentro de nós habita,independente de religiões,castas ou credos.
Eu,por exemplo possuo no momento 739 anjos,em formas todas seguindo meu blog,todos em mutação como girassois,a solidariedade praticando,a generosidade semeando,entre textos,poemas,cultura geral e a arte de intensamente viver,todos eles Anjos Meus!

Viva La Vida





22 de mai de 2010

PONTOS PROTAGONISTAS transcrito blog ALFA







De tear na mão, cansada de tentar aprender a fazer, ora ponto cruz, ora ponto pé de flor, nesta tarde de sol sentada na varanda da minha casa amarela... e depois de várias tentativas, para conseguir o ponto de rebuçado para o pudim do jantar, que quase me levou ao ponto de cometer uma loucura, porque estas coisas da culinária nunca foram o meu forte… adiei, sem culpa aquela tarefa......voltei às minhas práticas mais recentes...e, fui ver o que se passava do outro lado do mundo, fiz uma pausa e ingressei na blogosfera...
Penetrei no Google,... o ponto de partida, foi uma "investigação" divertida sobre “pontos”, inspirada por uma amiga, a M…
...resolvi começar pelos pontos que me sugeriam mais curiosidade e que me eram menos vulgares...
Principiei pela Numismática e apresentei-me aos pontos ocultos;… transitei pela Geometria e aprendi os pontos colineares;… em seguida, cursei pela Economia e encontrei-me com os pontos percentuais, ... insisti e fui até à Geografia, onde simplesmente indiquei os pontos cardeais e pensei, vou voltar à (H)história, e revivi vários pontos turísticos…. não era nada disto que eu queria …
Procurava pontos quentes, pontos ardentes,... que celebrassem o sol da Primavera que pouco antes me tinha acalentado..., pontos fortes, entusiasmantes e inspiradores que me fizessem abandonar a insipidez dos primeiros pontos... desejava pontos de viragem, pontos de mudança, ... que me arrebatassem para outras paragens... Podiam até ser pontos fracos, mas tinham que ser pontos vitais, que me e que vos presenteassem como a semente de uma dissertação interessante e proporcionassem a quem lia a oportunidade de conversas delirantes e fogosas, ...três pontinhos... Parecem insignificantes estes, pela alcunha, mas quando intitulados de reticências (o seu verdadeiro nome) nunca ficam sem sentido nem significado… pelo contrário, concedem oportunidades a quem os escreve e a quem os lê… de ir, ir, ir até...onde ambicionarmos, ...sem fim...
Pesquisa após pesquisa, ponto após ponto, invadida por tantos pontos sem ordem aos safanões para que escrevesse sobre eles… e, eu, ainda sem ter assente, por que ponto ia nascer esta prosa,… permanecia perturbada, confusa e precisava rapidamente de fazer um ponto de ordem,...
…nessa altura sem esperar, à minha frente, depois de um ponto final, descubro atrás de um ponto verde, o ponto de interrogação abraçado ao ponto de exclamação,...ouvi dizer, que tinham combinado às escondidas de toda a pontuação, um ponto de encontro... parei a observar, não me denunciei...
Meu Deus, era emocionante vê-los, envolvidos de tal forma que não deram pela minha presença...
…as interrogações tinham desaparecido e as exclamações também, …misturavam os papéis, sobrepunham pontos …os pontos dos dois pontos, umas vezes estavam em cima, outras em baixo, outras vezes de cabeça para cima outras de cabeça para baixo, encaixados, enrolados, ...mas sempre pegados como se fossem um só e enredavam-se e tocavam em novos pontos, … ligados naquele instante, descobriam todos os pontos um do outro, os fracos, os fortes, os A’s, os B’s, os C’s e por aí adiante…...Por fim, o Match Point, Balle de Match, Punto Decisivo, Matenball, Beslissend Punt… e, foram Numismática, Economia, Geografia e acabaram por fazer História ao mesmo tempo…
Foi nesta altura, em que ao fundo entrevia um ponto de luz, que finalmente preenchi a insatisfação e o vazio de até aqui, ...descobri, …um dia escrevo sobre eles, sobre os pontos erógenos…
Consumada a descoberta, o sol desaparecia, voltavam as nuvens e a chuva, …
Acabei, aninhada do sofá da sala a ver um filme de 1971, Vanishing Point, … ao meu lado, abandonado, estava o tear que não entendeu a importância do que ali se passara e no ar pairava ainda o cheiro a caramelo que cobria o pudim com prazer e lhe conferia uma cor sedutora....por ali me deixei ficar, matando o tempo, ...até que à memória acorreu uma imagem vulgar desta metáfora...
constatava que o amor às vezes, em tardes de sol, na praia se resumia ao compromisso de alguém que passava o tempo e espremer pontos negros nas costas de outro alguém, …que imagem sórdida
I know,... it’s just another one point a view…
Publicada por alfa em Quarta-feira, Abril 21, 2010

18 de mai de 2010

PINK FLOYD E DALI



Amalgamar FLOYD e Dali, surreal é?claro que não,a beleza absoluta das suítes desse compositor divino,assim como as belíssimas obras de Dali, parte fazem de ciclos e passagens várias de vida minha.

De Bach falando,minino quando,em castigos a mim imputados,era meu sândalo,ardiam menos as lambadas de chicote de burro,quando suite essa que vos sopro,de vídeo esse através,a número um sonata,Ele falava comigo e me consolava,assim como Peri,meu imaginário amigo,quase irmão,como se fosse,trancado no depósito de medicamentos de douto pai meu,muro com muro,uma vizinha peruana habitava,era uma baita cantora de ópera,e entre afinados exercícios vocais,a primeira a tocar em sua vitrola,era essa,em devaneio ficava,dançava entre fármacos produtos,de ballet a can can,chorava ,coro fazendo a esse cello sollo lindo,as vezes,entre os remédios ,percebia alguns que conhecia,no longo armário de amostras grátis que papai armazenava para carentes pacientes,os mais doces,como antitussígenos e antealérgicos,muito doido ficava,e dormia angelicalmente,dizia minha mãe,que o chicote me exorcisava e acalmava,após o demo de corpo meu tirar,aos dez anos,doidão era e não sabia.



Quanto a Dali,no início de mocidade minha conheci,e sua obra,de livros através,entre pintores outros,sempre surreal plastico artista esse escolhia para suas obras sentir e viver,sempre no consultório de um douto psiquiatra,já muerto,e que não tem nenhuma capital nesse país que não tenha uma instituição com o nome dele.Nesta sessão,de eletrochoqueterapia,antes do churrasco acontecer,meu dito curador me indagou o que que eu achava das pinturas de Salvador Dali,já que só as obras dele ficava observando na de espera sala,disse-lhe emocionado,que eram divinas as telas desse surrealíssimo plástico artista,que eu acreditava que ele as linhas traçava,com as mãos Dele através,e isso com enfase e lágrimas,ele coçou a cabeça,o quexo aussi e mandou um dos enfermeiros que me cercavam para a hora da grelha,pegar um livro de Salvador,página por página,ele folheou e mostrava e indagava,e esse quadro aqui,minuciosamente a minha opinião e encanto expressava a cada tela mostrada,após essa entrevista e sessão,ele para meu pai ligou e avisou que eu estava sendo internado.Tres meses com Dali,Yo Yo Ma ,Bach e Peri,internado fiquei.Ao procurar se informar o que que eu tinha,quando internado,o tio de noiva minha,aconselhado foi a intervir nesse noivado,pois eu era blen blen,com dezenove anos,tentei o suicídio,durante a internação.
Um ano antes desse douto curador falecer,sua filha se jogou do alto do prédio onde eles moravam.Triste,não?
E eu?eu rsrsrs!Bach e Dali continuo ouvindo e sorvendo imagens e telas,e a vida tributando,feliz de vida minha,quase sempre!
VIVA A VIDA


14 de mai de 2010

SIMPLESMENTE VIVER, COMO A NATUREZA


Pura Magia é perceber o Viver
Como a natureza, abrir-se a luz e deixar acontecer
Cada um de nós é o que come e bebe
E percebo em da vida trilha minha,aqueles que vivem em função do etílico
Assim como outros muitos, soterrados quase são,pelo que comem
Embora mui mais fraternos,morrem pelo que não comem nem bebem

Edito post esse, triste e inconformado,diante das coisas lindas que nele habitam,verdadeiros, e o dito homem , não assume , com simplicidade, a responsabilidade da paz.da igualdade e fraternidade absoluta, do amor sem fim,que a vida ,nos proporcionar pode.


VIVER É PURA MAGIA



12 de mai de 2010

NADA ALÉM

Nada Além: de voce,pessoa,em feminina forma, o eclodir de uma vida,através..........

O fundamento da família
A arte de doar
O início,meio e fim,do amor profundo
A força do viver
A proteção materna
A simpilicidade de só ser
A perseverança infinita
A parceria ad infinitum
A coragem da mulher


SIMPLESMENTE MULHER

VIVER É PURA MAGIA

8 de mai de 2010

A NOITE PASSAREI TODA LÁ FORA

Verdade,a noite passarei toda lá fora ,pensando e repensando,o dia que amanhecerá materno, dia intenso e generoso, em recordações ,postumas ,ao vivo ,madres todas festejando,a gratidão plena e intensa dos humanos seres,por quem à luz da vida doou.
Verdade também um dia de martírio,àquelas mães que filhos em presídios se encontram,ou em leitos de hospital,seus rebentos em centros de tratamento intensivo se encontram ,ou em terminais doenças,como os portadores de hiv,os portadores de sofrimento mental,entre dramas inúmeros.
Verdade também,que fillhos com vivas mães ,em dia esse por vir, não se vêem,há anos, pela ausencia da simplicidade da maternidade e do perdão,vezes muitas.
Verdade absoluta ,a vida como premio,de mães várias me dotou,entre espanholas ,portuguesas e caboclas amazonenses, quando de maternos braços careci.
OBRIGADO MÃES MINHAS
OBRIGADO REGINA VITÓRIA ESPOSA E MÃE DE FILHOS MEUS!
E DE VÀRIAS MANEIRAS MINHA MÃE
AVE MATER MARIA

4 de mai de 2010

DEDICADO A TODAS AS MARIAS


MARIA,O INÍCIO DE TUDO.

MARIA, DE TODOS MATER

MARIA, A FUNDAMENTAÇÃO DO HUMANO SER

MARIA, O AMOR POR SI SÓ

MARIA, A GENEROSIDADE EM FEMININA FORMA



2 de mai de 2010

O MES DE MAIO E A MULHER


O mes de maio, dias e emblemáticas ,a mulher tematiza e tributa,daí uma pequena série,a partir deste,de posts a mulher dedicado.
No Jornal O Globo desse domingo, na coluna do jornalista Joaquim Ferreira dos Santos,enfoca a psicanalista Malvine Zalcberg,autora de "Amor Paixão Feminina" e sua palestra na próxima quarta feira,na Casa do Saber,e essa minuta entrevista,aqui transcrevo, na íntegra,como se uma oração fosse,de tão linda e lúcida verdade acerca da mulher:


O GLOBO:ELAS amam muito?

Malvine:A mulher precisa do amor para se encontrar emocional e fisicamente. O homem se realiza através do desejo,Este é o mal entendido.

Não falamos a mesma língua.


O GLOBO:Elas sofrem mais?

Malvine:Muito mais.Apaixonam-se pelo amor,não pelos homens.Quando o amor acaba,é parte delas que se cala.


O GLOBO:Ainnda o sexo frágil?

Malvine:Nada disso!Como precisam amar e ser amadas,passam a vida convidando os homens.Eles acham que são conquistadores,mas elas que seduzem.Como se dissessem:,não deixem de nos amar.E é o amor que humaniza o homem.





1 de mai de 2010

ME SINTO ATÉ BATENDO NA PORTA DO CÉU




Bate bate bate ,na porta do céu,yesssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssss
Me sinto até batendo na porta do céu
Diante de tanto mel
Caiu,levantou!
Tombou!Ergueu-se!
Até o suspiro último viver ,viver e viver!
Bate bate bate na porta do céu!
Em campos meus,torceu o pé,até exorcismo fazem,afff que viver esse intenso,gostoso,amigo,solidário,generoso,informal,pura magia viver esse renovar ,construir a si mesma,
CONSTRUCTOR SUI pessoa!
huhuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu!
viver é pura magia



<