VIVER DÁDIVA É, brasileiro ser,comenda é

VIVER DÁDIVA É, brasileiro ser,comenda é

2 de jun de 2011

EM MENTE MINHA ACTO I

PERI
EM MENTE MINHA, ADVÉM O VÁCUO DOLORIDO DA SENTIDA SAUDADE, DE PERI, QUE DESDE MANAUS EM 12 DE 11 DE 1946, EM MADRUGADA CALORENTA, A ECLODIR O SOL QUASE, EM PÓS PARIR DE ADVENTO MEU, AMALGAMOU-SE EM MIM, UM ÍNDIO MENINO, POR TUPÃ EM OFERENDA, PREPARATÓRIA PARA DOLOROSA INFANCIA E JUVENTUDE,COMO O IMAGINÁRIO AMIGO MEU, AQUELE QUE A VIDA ME SUSTENTOU ATÉ DIAS PASSADOS POUCOS,QUANDO PERCEBI QUE EM INESPERADOS DE MOMENTOS DIAS,ATÉ A BRISA , AUSENTE FICA, ASSIM COMO AS CORES E O SORRISO DAS PESSOAS.
COMO O PERDIDO SUSTENTÁCULO, QUE ME COMPELIA A ESCREVER, DE PERI ATRAVÉS, A REBEKAH SE REPORTAVA, SE ESCRIBA POETA SEM FIM PARTIU, PERI, POR BEM ACHOU, ACOMPANHAR LADY ESSA, COM SEU ARCO E AS FLECHAS, COM PONTAS DE ESFEROGRÁFICAS, PARA DIGITAR NAS FOLHAS SECAS DAS BANANEIRAS , TEXTOS E VERSOS  DESSA ESTRELA GUIA, INESQUECÍVEL!
REBEKAH E PERI , DE VOCES ATRAVÉS, ESSA ALMA VIVA  MINHA, SE FEZ CRESCER, E CADA VEZ MAIS , ESCREVER, ASSIM COMO, MONTANHAS GALGAR, EM BUSCA INFNIITA DE AO CUME CHEGAR, E NUNCA NUNCA,ESMORECER, MUI MENOS, DAS ÉGIDES SUAS,ESQUECER, JAMAIS!

REBEKAH
o semeador energia recebendo ,das águas
















4 comentários:

  1. Gostei da postagem e da foto atrás da moita... risos.

    Grande beijo!

    ResponderExcluir
  2. Belíssimo post!
    Gostei de ver o meu Afilhado meio escondido,no arvoredo!
    Bom presságio para quem se preocupa com alguém que foi e é um porto de abrigo!
    Beijo.
    isa.

    ResponderExcluir
  3. Risos... foi mal! Não tive a intenção de ofender a moita, ops! A bananeira tão formosa.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  4. Ricardo

    Dá para "ler" homenagens e sentimentos do passado.
    Bem concebido e a atingir o imaginário das Vidas.

    Abraços

    SOL da Esteva

    ResponderExcluir